História do Município

Poço Fundo
Minas Gerais – MG

Motivado por histórica política que era disputada em Machado, uma das facções contentadoras resolveu criar um novo povoado. Esta facção, tendo em seu seio as figuras do barão de Alfenas, José Dias de Gouveia, Francisco Ferreira de Assis, Cap. Antônio Joaquim Gonçalves, Joaquim Dias Pereira e Manoel Coutinho Xavier de Resende, concretizou o seu ideal, pois já em 2 de abril de 1870 era o povoado elevado a curato. Pelas Leis provinciais números 1676 1787, de 22 de setembro de 1871, era o arraial de São Francisco de Paula de Machadinho elevado a distrito, cuja criação foi confirmada pela Lei estadual n.º 2, de 14 de setembro de 1891.

Na divisão administrativa, em 1911, figura o distrito, com o nome de Machadinho, entre os componentes do município de Santo Antônio do Machado e, nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1920, aparece subordinado ao mesmo município, mas com o nome de São Francisco de Paula do Machadinho. A Lei estadual n.º 843, de 7 de setembro de 1923, desmembrou-o do município de Machado (antigo Santo Antônio do Machado) e, incorporando-lhe parte do distrito único do município de Campestre, fê-lo constituir, com a denominação de Gimirim. O topônimo Gimirim tem a seguinte origem: Gi – machado; mirim – pequeno, ou seja, machado pequeno – machadinho.

O município de Gimirim foi instalado em 24 de maio de 1924, tendo sua sede sido elevada à categoria de cidade pela Lei estadual n.º 893, de 10 de setembro de 1925. Gimirim foi elevado à comarca pelo Decreto-lei estadual n.º1630, de 15 de novembro de
1948. Em 1953, o Sr. Isais Pereira de Carvalho, Prefeito, com o apoio incondicional da Câmara Municipal, resolveu mudar o nome da cidade e município de Gimirim para Poço Fundo.

O motivo da mudança foi devido à grande produção e qualidade do fumo em corda ali produzido, principalmente na localidade denominada Cachoeira Grande do Poço Fundo. Contando, pois, o Chefe do Executivo de então com o apoio da Câmara e de toda a população municipal, teve o município, pela Lei estadual n.º 1039, de 12 de dezembro de 1953, o seu nome mudado para Poço Fundo. De acordo com a divisão territorial e administrativa do Estado, aprovada pela mencionada Lei n.º 1039, para vigorar no quinquenio 1954-1958, o município de Poço Fundo é constituído de um só distrito: o da sede.

Gentílico: poço-fundense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Machadinho, pelas leis provinciais de 1676, de 21-09-1870 e 1787, de 22-09-1871, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, subordinado ao município de Santo Antônio do Machado.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Machadinho, figura no município de Santo Antônio do Machado.

Assim permanecendo nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920. Elevado à categoria de vila com a denominação de São Francisco de Paula do Machadinho, pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923, desmembrado de Machado (ex-Santo Antônio do Machado). Sede na antiga povoação de São Francisco de Paula do Machadinho. Constituído do distrito sede. Instalado em 24-05-1924.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Gimirim, pela lei estadual nº 893, de 10-09-1925. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município de Gimirim (ex-São Francisco de Paula do Machadinho) é constituído do distrito sede.  Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17-12-1938, é criado o distrito de Paiolinho, com terras desmembradas dos distritos de Retiro do município de São Gonçalo do Sapucaí e do distrito sede do município de Silvianópolis e anexado ao município de Gimirim.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 2 distritos: Gimirim e Paiolinho. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.

Pela lei nº 1039, de 12-12-1953, o município de Gimirim tomou a denominação de Poço Fundo. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Poço Fundo (ex-Gimirim) e Paiolinho. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica distrital

Machadinho para São Francisco de Paula do Machadinho, alterado pela lei estadual nº 843, de 07-
09-1923.

Alterações toponímicas municipais

São Francisco de Paula do Machadinho para Gimirim, alterado pela lei estadual nº 893, de 10-09-
1925.

Gimirim para Poço Fundo, alterado pela lei nº 1039, de 12-12-1953.

Fonte: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros – Volume XXVI ano 1959.